Segunda-feira, 23 de Julho de 2018

Reino Maravilhoso - Douro:- Alto Douro Vinhateiro no Outono (II)

 

 

REINO MARAVILHOSO - DOURO

 

ALTO DOURO VINHATEIRO NO OUTONO (2017)

 

QUINTA DO SEIXO - CENÁRIOS E PAISAGENS

01.- 2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (189)

(A casa)

02.- 2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (191)

(A marca)

03.- 2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (134)

(A capela)

04.- 2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (179)

(Acesso à casa e ao armazém)

05.- 2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (166)

(Exterior do salão de provas)

06.- 2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (173)

(Paisagem do exterior do salão de provas para o outro lado do rio Douro)

07.- 2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (186)

(Do logradouro da casa - Vista para o rio Douro)

08.- 2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (101)

(Vista da Quinta do Seixo para a Quinta de Santa Bárbara)

2017.- Pelo Douro no outono (M313+N222) (88)

(Vista da Quinta do Seixo para o Pinhão tendo o rio Douro como pano de fundo I)

2017.- Pelo Douro no outono (M313+N222) (97)

(Vista da Quinta do Seixo para a linha do caminho-de ferro na outra margem do rio Douro)

2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (70)

(Vista da Quinta do Seixo para a Quinta Alves de Sousa, do outro lado do rio Douro - Panorama I)

2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (75)

(Vista da Quinta do Seixo para a Quinta Alves de Sousa, do outro lado do rio Douro - Panorama II)

2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (109)

(Quinta do Seixo - Pormenor do vinhedo I)

2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (110)

(Vista da Quinta do Seixo para o rio Douro e as duas margens - Perspetiva I)

2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (113)

(Quinta do Seixo - Pormenor do vinhedo II)

2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (122)

(Quinta do Seixo - Pormenor do vinhedo e casa)

2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (123)

(Quinta do Seixo - Pormenor do vinhedo III)

2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (127)

(Quinta do Seixo - Pormenor do vinhedo e rio Douro)

2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (147)

(Vistas da Quinta do Seixo para a Quinta da Côrte e Casais do Douro)

2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (149)

(Vista da Quinta do Seixo para o rio Douro, Pinhão  e a outra margem)

2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (150)

 (Vista da Quinta do Seixo para o Pinhão, tendo o rio Douro como pano de fundo II) 

2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (152)

(Vista da Quinta do Seixo para a Quinta do Porto - Perspetiva I)

2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (155)

(Vista da Quinta do Seix opara a Quinta do Porto - Perspetiva II)

2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (158)

(Vista da Quinta do Seixo para a outra margem do rio Douro) 

2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (164)

 (Vista da Quinta do Seixo para o rio Douro e as duas margens - Perspetiva II)

2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (208)

(Vista do vinhedo da Quinta do Seixo para a casa da quinta, tendo , ao fundo, a Casa Redonda da Quinta das Carvalhas)

2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (209)

(Vista da Quinta do Seixo para o rio Douro e suas duas margens, tendo, ao dundo, o Pinhão)

2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (211)

(Vista da Quinta do Seixo para a outra margem e a linha do caminho-de-ferro do Douro)

2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (213)

(Vista da Quinta do Seixo para o rio Douro e a outra margem)

2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (217)

(Vista da quinta do Seixo para o vinhedo Vale do Inferno, da Quinta de La Rosa, na outra margem do rio Douro)

2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (220)

Da Quinta do Seixo - Tonalidades outonais)

2017.- Pelo Douro no outono I (M313+N222) (228)

(A casa da Quinta de Santa Bárbara vista da Quinta do Seixo, em aproximação)

Pelo Douro no outono (M313+N222) (9)

 (Quinta do Seixo - Despedindo-nos do seu vinhedo)

 


publicado por nona às 16:08
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 20 de Julho de 2018

Reino Maravilhoso - Douro:- Alto Douro Vinhateiro no outono (I)

 

 

REINO MARAVILHOSO - DOURO

 

ALTO DOURO VINHATEIRO NO OUTONO (2017)

 

DE VILA REAL À RÉGUA PELA M 598

01.- 2017.- Pelo Douro no outono (M313+N222) (41)

(Cenário I - Vilarinho dos Freires)

2017.- Pelo Douro no outono (M313+N222) (12)

(Cenário II)

2017.- Pelo Douro no outono (M313+N222) (21)

(Cenário III)

2017.- Pelo Douro no outono (M313+N222) (27)

(Cenário IV)

2017.- Pelo Douro no outono (M313+N222) (34)

(Cenário V)

2017.- Pelo Douro no outono (M313+N222) (36)

(Cenário VI - Vilarinho dos Freires)

2017.- Pelo Douro no outono (M313+N222) (49)

(Cenário VII)

2017.- Pelo Douro no outono (M313+N222) (40)

(Cenário VIII - vilarinho dos Freires)

2017.- Pelo Douro no outono (M313+N222) (58)

(Cenário IX)

2017.- Pelo Douro no outono (M313+N222) (63)

(Cenário X - Foz do rio Corgo)


publicado por nona às 10:55
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 18 de Julho de 2018

Reino Maravilhoso - Douro:- Cenários e paisagens do Alto Douro Vinhateiro

 

 

REINO MARAVILHOSO - DOURO

 

CENÁRIOS E PAISAGENS DO ALTO DOURO VINHATEIRO (2008-2015)

01.- 2015 - Outono no Douro Vinhateiro IIII (205)

(Casa das Torres - Santa Maria de Oliveira/Mesão-Frio - 2015)

02.- 2015 - Outono no Douro Vinhateiro IIII (130)

(Casa das Torres - Santa Maria de Oliveira/Mesão-Frio, vista desde a Igreja Matriz - 2015)

03.- 2008 - Mesão-Frio 001

(Rio Douro visto do Miradouro de S. Silvestre/Mesão-Frio- 2008)

04.- 2009 - Caminhada Barca d'Alba-La Fregeneda 003

(Barca d'Alba - Ponte Almirante Sarmento Rodrigues - 2009)

05.- 2009 - Caminhada Barca d'Alba-La Fregeneda 033

(Cenário de uma caminhada pela linha de caminho-de-ferro Barca d'Alba-La Fregeneda - 2009)

06.- 2009 - Viagem comboio Régua-Pocinho (Caminhada) 114

(Cenário do rio Douro de uma viagem de comboio desde o Peso da Régua ao Pocinho - 2009)

07.- 2013 - Vista sobre o Pinhão (12)

(Cenário do vinhedo até ao Pinhão ao cair do sol - 2013)

08.- 2013 - Vistas para Régua da EN para Armamar (16)

(Peso da Régua vista desde a estrada que vai da Régua a Armamar - 2013)

09.- 2015 - Douro no Outuno (192)

(Quinta da Côrte ao por do sol - 2015)

10.- 2015 - Outono no Douro Vinhateiro II (57)

(Vale de Mendiz - 2015)

11.- 2015 - Outono no Douro Vinhateiro III (82)

(Na Quinta do Crasto - 2015)

12.- 2015 - Outono no Douro Vinhateiro III (106)

(Piscina da Quinta do Crasto - 2015)

13.- 2015 - Outono no Douro Vinhateiro III (169)

(Piscina da Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo - 2015)

14.- 2015 - Outono no Douro Vinhateiro III (188)

(Capela da Quinta Nova de nossa Senhora do Carmo - 2015)

15.- 2015 - Outono no Douro Vinhateiro III (259)

(Pinhão visto do Miradouro de Casal de Loivos - 2015)

16.- 2015 - Outono no Douro Vinhateiro IIII (304b)

(Barragem de Bagaúste vista de Monte Raso - 2015)

17.- 2015 - Outono no Douro Vinhateiro IIII (309)

(Monte Raso - Foz da ribeira de Tomilobos - 2015)

18.- 2015 - Outono no Douro Vinhateiro IIII (310)

(Canelas/Peso da Régua - No monte Raso - 2015)

18a.- 2015 - Outono no Douro Vinhateiro IIII (405)

(Cenário I - Descendo de Canelas para Covelinhas - 2015)

19.- 2015 - Outono no Douro Vinhateiro IIII (392)

(Cenário II - Descendo de Canelas para Covelinhas - 2015)

20.- 2015 - Outono no Douro Vinhateiro IIII (403)

(Cenário III - Descendo de Canelas para Covelinhas - 2015)

21.- 2015 - Outono no Douro Vinhateiro IIII (428)

(Cenário I - De Covelinhas para o Peso da Régua - 2015)

22.- 2015 - Outono no Douro Vinhateiro IIII (447)

(Cenário II - De Covelinhas para o Peso da Régua - 2015)

23.- 2015 - Outono no Douro Vinhateiro IIII (449)

(Cenário III - De Covelinhas para o Peso da Régua - 2015)

24.- 2015 - Outono no Douro Vinhateiro IIII (452)

(Cenário IV - De Covelinhas para o Peso da Régua - 2015)

 


publicado por nona às 13:13
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito (1)
Segunda-feira, 16 de Julho de 2018

Reino Maravilhoso - Douro:- Murça (Via romana)

 

 

REINO MARAVILHOSO - DOURO

 

MURÇA (VIA ROMANA) - 2015

2015 - Murça (Via Romana)+Vistas Douro S.ta Marinha (Alijó) (38)

(Cenário I - Ponte romana ou filipina)

2015 - Murça (Via Romana)+Vistas Douro S.ta Marinha (Alijó) (40)

(Cenário II - Ponte romana ou filipina)

2015 - Murça (Via Romana)+Vistas Douro S.ta Marinha (Alijó) (49)

(Cenário III - Ponte romana ou filipina e o rio Tinhela)

2015 - Murça (Via Romana)+Vistas Douro S.ta Marinha (Alijó) (50)

(Cenário IV - Rio Tinhela)

2015 - Murça (Via Romana)+Vistas Douro S.ta Marinha (Alijó) (56)

(Cenário V - Um troço da via romana)

2015 - Murça (Via Romana)+Vistas Douro S.ta Marinha (Alijó) (63)

(Cenário VI - Um troço da via romana à entrada da ponte romama ou filipina)

2015 - Murça (Via Romana)+Vistas Douro S.ta Marinha (Alijó) (58)

(Cenário VII - Um marco na via romana)

2015 - Murça (Via Romana)+Vistas Douro S.ta Marinha (Alijó) (86)

(Cenário VIII - Monte envolvente à via romana)

2015 - Murça (Via Romana)+Vistas Douro S.ta Marinha (Alijó) (88)

(Cenário IX - Vinhas e hortas nas envolvente da via romana)

2015 - Murça (Via Romana)+Vistas Douro S.ta Marinha (Alijó) (89)

(Cenário X - A via e a ponte, vistas da estrada)

2015 - Murça (Via Romana)+Vistas Douro S.ta Marinha (Alijó) (90)

(Cenário XI - Aproximando a via e a ponte, vistas da estrada)

2015 - Murça (Via Romana)+Vistas Douro S.ta Marinha (Alijó) (97)

(Cenário XII - Entre vias velhas, a A4)

2015 - Murça (Via Romana)+Vistas Douro S.ta Marinha (Alijó) (126)

(Cenário XIII - Murça, terra de azeite)

 


publicado por nona às 20:32
link do post | comentar | favorito
Domingo, 15 de Julho de 2018

Reino Maravilhoso - Douro:- A ponte de caminho-de-ferro da Ferradosa

 

 

REINO MARAVILHOSO - DOURO

 

A PONTE DE CAMINHO-DE-FERRO DA FERRADOSA (2015)

01.- 10.- 2015 - Pescaria na Ferradosa (20)

(Cenário I)

01.- 2015 - Pescaria na Ferradosa (185)

(Cenário II)

02.- 2015 - Pescaria na Ferradosa (181)

(Cenário III)

03.- 2015 - Pescaria na Ferradosa (178)

(Cenário IV)

04.- 2015 - Pescaria na Ferradosa (177)

(Cenário V)

05.- 2015 - Pescaria na Ferradosa (121)

(Cenário VI)

07.- 2015 - Pescaria na Ferradosa (111)

(Cenário VII)

06.- 2015 - Pescaria na Ferradosa (100)

(Cenário VIII)

2015 - Pescaria na Ferradosa (100a)

(Cenário IX)

08.- 2015 - Pescaria na Ferradosa (17)

(Cenário X)

11a.- 2015 - Pescaria na Ferradosa (27)

(Cenário XI)


publicado por nona às 20:29
link do post | comentar | favorito

Reino Maravilhoso - Douro:- Ferradosa e Miradouro de S. Salvador do Mundo

 

 

REINO MARAVILHOSO - DOURO

 

FERRADOSA E MIRADOURO DE SÃO SALVADOR DO MUNDO (2015)

01.- 2015 - Pescaria na Ferradosa (123)

(Ferradosa - Cenário I)

2015 - Pescaria na Ferradosa (11)

(Ferradosa - Cenário II)

2015 - Pescaria na Ferradosa (13)

(Ferradosa - Cenário III)

2015 - Pescaria na Ferradosa (24)

(Ferradosa - Cenário IV)

2015 - Pescaria na Ferradosa (54)

(Ferradosa - Cenário V)

2015 - Pescaria na Ferradosa (73)

(Ferradosa - Cenário VI)

2015 - Pescaria na Ferradosa (75)

(Ferradosa - Cenário VII)

2015 - Pescaria na Ferradosa (77)

(Ferradosa - Cenário VIII)

2015 - Pescaria na Ferradosa (90)

(Ferradosa - Cenário IX)

2015 - Pescaria na Ferradosa (126)

(Ferradosa - Cenário X)

2015 - Pescaria na Ferradosa (189)

(Ferradosa - Cenário XI)

2015 - Pescaria na Ferradosa (192)

(Miradouro de São Salvador do Mundo - Cenário I)

2015 - Pescaria na Ferradosa (194)

(Miradouro de São Salvador do Mundo - Cenário II)

2015 - Pescaria na Ferradosa (196)

(Miradouro de São Salvador do Mundo - Cenário III)

2015 - Pescaria na Ferradosa (197)

(Miradouro de São Salvador do Mundo - Barragem do Cachão da Valeira)

2015 - Pescaria na Ferradosa (202)

(Miradouro de São Salvador do Mundo - Cenário IV)

2015 - Pescaria na Ferradosa (207)

(Miradouro de São Salvador do Mundo - Cenário V)

 


publicado por nona às 16:51
link do post | comentar | favorito
Sábado, 14 de Julho de 2018

Reino Maravilhoso - Douro: O rio Douro visto do Miradouro de Santa Marinha

 

 

REINO MARAVILHOSO - DOURO

 

O RIO DOURO VISTO DO MIRADOURO DE SANTA MARINHA (ALIJÓ) - 2015

01.- 2015 - Murça (Via Romana)+Vistas Douro S.ta Marinha (Alijó) (149)

(Panorâmica desde o Miradouro de Santa Marinha)

02.- 2015 - Murça (Via Romana)+Vistas Douro S.ta Marinha (Alijó) (204)

(Castedo - Nas proximidades do Miradouro de Santa Marinha)

03.- 2015 - Murça (Via Romana)+Vistas Douro S.ta Marinha (Alijó) (205)

(A singela capela de Santa Marinha)

04.- 2015 - Murça (Via Romana)+Vistas Douro S.ta Marinha (Alijó) (207)

(O Cristo Rei no Largo da Capela de Santa Marinha)

2015 - Murça (Via Romana)+Vistas Douro S.ta Marinha (Alijó) (151)

(O rio Douro visto do Miradouro de Santa Marinha - Perspetiva I, com a foz do rio Tua ao centro, do lado esquerdo)

2015 - Murça (Via Romana)+Vistas Douro S.ta Marinha (Alijó) (161)

(O rio Douro visto do Miradouro de Santa Marinha - Perspetiva II)

2015 - Murça (Via Romana)+Vistas Douro S.ta Marinha (Alijó) (162)

(O rio Douro visto do Miradouro de Santa Marinha - Perspetiva III)

2015 - Murça (Via Romana)+Vistas Douro S.ta Marinha (Alijó) (164)

(O rio Douro visto do Miradouro de Santa Marinha - Perspetiva IV)

2015 - Murça (Via Romana)+Vistas Douro S.ta Marinha (Alijó) (203)

(O rio Douro visto do Miradouro de Santa Marinha - Perspetiva V)

2015 - Murça (Via Romana)+Vistas Douro S.ta Marinha (Alijó) (184)

(Miradouro de Santa Marinha - Pormenor do vinhedo na margem esquerda do rio Douro)


publicado por nona às 14:25
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 12 de Junho de 2018

Pelo Parque Natural do Alvão - PR 2 Agarez-Arnal

 

 

PELO PARQUE NATURAL DO ALVÃO

00.- 2011 - Agarez-Arnal 429

 

PERCURSO CIRCULAR DE PEQUENO ROTA nº 2 

(AGAREZ - GALEGOS DA SERRA - ARNAL - AGAREZ)

 

05.março.2011

01.- PP - PR 2 Agarez-Arnal

 (Este o nosso percurso)

02.- 2011 - Agarez-Arnal 022

 (Com Achim, o caminheiro «maior»)

03.- 2011 - Agarez-Arnal 024

 (Florens, o caminheiro «minor», fotógrafo, amante dos pequenos pormenores da Natureza)

04.- 2011 - Agarez-Arnal (Tino) 162

 (E o vosso caminheiro/repórter fotográfico)

05.- 2011 - Agarez-Arnal 046

 (Atravessando a área serrana de Agarez, Galegos da Serra e Arnal, com a sua ribeira)

06.- 2011 - Agarez-Arnal 054

 (Encontrando moinhos)

07.- 2011 - Agarez-Arnal 100

 (Mas, infelizmente, sem qualquer serventia, em que a água já não lhes entra)

08.- 2011 - Agarez-Arnal 100a

 (Vamos ao encontro das zonas de pastagem, onde a raça maronesa impera,)

09.- 2011 - Agarez-Arnal 107aa

 (sob o olhar atento deste pequeno jovem,)

10.- 2011 - Agarez-Arnal 107bb.-_

 (de olhos marotos)

11.- 2011 - Agarez-Arnal 176a

 (Na aldeia, a um canto, velhos carros de bois, com pouco préstimo já)

13.- 2011 - Agarez-Arnal 215

  (No meio do «caos granítico», ao fundo, a Catedral)

12.- 2011 - Agarez-Arnal 235

 (Catedral granítica - Pormenor)

14.- 2011 - Agarez-Arnal 425

 (E figuras, em que a imaginação de cada um, descobre esculturas de seres humanos)

15.- 2011 - Agarez-Arnal 250

 (No cimo do nosso trilho, Vila Real a nossos pés)

16.- 2011 - Agarez-Arnal 241

 (Em Arnal, uma Casa Florestal transformada em Centro Ecológico)

17.- 2011 - Agarez-Arnal 333

 (E uma casa de ardósia transformada em Casa de Artesanato)

18.- 2011 - Agarez-Arnal 288

 (No nosso percurso não faltou o velho e centenar souto)

19.- 2011 - Agarez-Arnal 399b

 (E a bela cascata do Arnal)

20.- 2011 - Agarez-Arnal 437

 (Percorridos os 6,5 Km, a foto da praxe dos três caminheiros)

 

PARQUE NATURAL DO ALVÃO

DIAPORAMA DO NOSSO PR 2 - AGAREZ - ARNAL

 


publicado por nona às 17:32
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 8 de Junho de 2018

VI TransTrevinca (VI)

 

 

VI TRANSTREVINCA

 

2.junho.2018

01.- 2018.- VI TransTrevinca (481)

 REGRESSO À LAGUNA DE LOS PECES

2018.- VI TransTrevinca (400)

 (Penetrando no circo glaciar do Tera, rodámos o Peñasco Vedado)

2018.- VI TransTrevinca (402)

 (Pelo caminho, encontrámos Gema. Lesionada, desistiu de subir ao cume de Peña Trevinca)

- Acompanhou-nos até à ponte sobre o rio Tera -

2018.- VI TransTrevinca (403)

- E seguem-se os cenários que, aqui e ali, fomos captando ao percorrer o vale do Tera -  

(Cenário I)

2018.- VI TransTrevinca (407)

 (Cenário II)

2018.- VI TransTrevinca (409)

 (Cenário III)

2018.- VI TransTrevinca (411)

 (Cenário IV)

2018.- VI TransTrevinca (412)

 (Cenário V)

2018.- VI TransTrevinca (413)

 (Pormenores de flores silvestres)

2018.- VI TransTrevinca (415)

 (A certa altura, três cavaleiros passeando, com seus cavalos, pelo vale)

2018.- VI TransTrevinca (419)

 (Elegância do cavalo. Simpatia do cavaleiro)

2018.- VI TransTrevinca (424)

 (Compenetração na passagem de obstáculos,)

2018.- VI TransTrevinca (427)

 (seguida de um cumprimento atencioso ao fotógrafo)

2018.- VI TransTrevinca (429)

 (O último dos cavaleiros, passado o obstáculo, enceta uma correria)

2018.- VI TransTrevinca (432)

 (E mais uma vez nos aparece a endémica e pequenina rã , a quem lhe chamamos «Raquel»)

2018.- VI TransTrevinca (449)

 (Que belo quadro Peña Trevinca e o Tera fazem!)

2018.- VI TransTrevinca (454)

 (Até que nos aparece a ponte - ponto de acesso fácil para o vale, que nos leva até Peña Trevinca)

2018.- VI TransTrevinca (457)

 (Gema e Pablo param aqui. Uma, apreciando o rio; o outro, captando a paisagem com a sua objetiva)

2018.- VI TransTrevinca (464)

 (O Alto do Torno, com 1946 metros de altitude, sobre a albufeira Vega do Conde)

2018.- VI TransTrevinca (482)

  (Saídos da ponte, subindo, dirigimo-nos para o «arroyo» Rio Pedro)

2018.- VI TransTrevinca (477)

 (Virando-nos para tràs - lado esquerdo - a imponência de Peña Trevinca)

2018.- VI TransTrevinca (479)

 (Do nosso lado direito - este bonito enquadramento da albufeira Vega do Conde -,

rodeada de «matorral», coberto de flores de primavera)

2018.- VI TransTrevinca (484)

 - Mais uma olhadela para trás, em plena «majada» Rosinos -

(As nuvens começam a envolver o cume de Peña Trevinca)

2018.- VI TransTrevinca (485)

 (Aqui, nesta pastagem de Rosinos, de manhã, havia gado pastando;

agora, solitário o lugar, só nos tem aos dois por companhia)

2018.- VI TransTrevinca (486)

 (Peña Trevinca)

2018.- VI TransTrevinca (488)

(e o «embalse» Vega do Conde são uma tentação para a nossa objetiva!)

- Não resistimos de constantemente ir olhando para tràs, ora para a direita, ora para a esquerda -

(Eis os diferentes cenários)

2018.- VI TransTrevinca (489)

 (Cenário I)

2018.- VI TransTrevinca (491)

 (Cenário II)

2018.- VI TransTrevinca (494)

 (Cenário III)

2018.- VI TransTrevinca (496)

 (Cenário IV)

2018.- VI TransTrevinca (497)

 (Cenário V)

2018.- VI TransTrevinca (502)

 (Cenário VI)

2018.- VI TransTrevinca (512)

 - Já nos encaminhando para o «arroyo» de la Cuclhilla, mais no alto,

eis a Laguna Lacillo e, no seu cimo, Moncalvo -

(Perspetiva I) 

2018.- VI TransTrevinca (513)

 (Perspetiva II)

2018.- VI TransTrevinca (514)

 (Até que, decorridos 2 Km a subir, desde o vale, chegámos a este cruzamento)

- Laguna de los Peces está a pouco menos de 4 Km -

2018.- VI TransTrevinca (517)

- A partir daqui, ora a plano, ora a descer, já com o sol a espreitar o ocaso, atravessámos os Gorralicos -

(Os «pesos leves» vêm aqui encontrarem-se connosco.

Não que viessem com «pedalada» firme e dura! Nós é que vinhamos mais devagar, esperando por eles.

Queríamos ouvir as suas «estórias», de um dia a andar desde a meia-noite)

2018.- VI TransTrevinca (520)

 - No meio da conversa, sem nos darmos conta, eis a Laguna de los Peces - 

(Perspetiva I)

2018.- VI TransTrevinca (523)

 (Perspetiva II)

VI TransTrevinca (Samsung) (530a)

 (Perspetiva III)

2018.- VI TransTrevinca (522)

 (Mas, para chegar ao aparcamento, ainda havia que passar pela nossa «cabana»)

VI TransTrevinca (Samsung) (524a)

  - Os três cavaleiros, com quem nos cruzámos no vale, chegam aquando a nós -

(Momento I)

VI TransTrevinca (Samsung) (525a)

 - Um deles, acompanhado do seu mastim -

(Momento II)

2018.- VI TransTrevinca (525aa)

 - Dirigem-se para o aparcamento, onde tinham os respetivos atrelados - 

(Momento III)

VI TransTrevinca (Samsung) (528a)

 (Nas imediações, sob o olhar atento de um mastim, um cavalo come as últimas ervas do dia)

VI TransTrevinca (Samsung) (529a)

 (O verde, o amarelo e o lilás - as cores predominantes da montanha)

VI TransTrevinca (Samsung) (531a)

 - E, para finalizar o quadro e o dia, este lindo par de montanhistas, nossos queridos amigos -

(Sara Pinto e Daniel Huerto del Pozo)


publicado por nona às 17:58
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 7 de Junho de 2018

VI TransTrevinca (V)

 

 

VI TRANSTREVINCA

 

2. junho.2018

000.- pena_trevinca

 (Fonte:- https://www.meteopt.com/forum/topico/seguimento-incendios-2017.9144/pagina-244)

 

DA «MAJADA» TREVINCA ÀS FALDAS DO CUME DE PEÑA TREVINCA

01a.- 2018.- VI TransTrevinca (377)

 - Chegados aqui, no terminus do circo glaciar do rio Tera, nosso grande desafio estava cumprido: -

(atravessar e contemplar o grande vale em U do glaciar do Tera que,

o ano passado, quando viemos do Porto de Sanabria,)

01aa.- 992.- Peña Trevinca

 (do alto do cume de Peña Trevinca tanto nos fascinou!)

01ab.- 997.- Peña Trevinca

 (Ao cimo de Peña Trevinca, já tínhamos ido, em agosto do ano passado,

com os amigos Alfonso - e a sua cadelita -, Urkito, Pablo, e seu neto, Xosé)

04.- 999.- Peña Trevinca

- Fomos trepando, devagarinho -

(Perspetiva I) 

03.- 2018.- VI TransTrevinca (381)

 (Perspetiva II)

03a.- 2018.- VI TransTrevinca (380)

 (sempre olhando para este vale fascinante)

05.- 2018.- VI TransTrevinca (364)

 (À nossa esquerda, o murmurar do ribeiro El Maseirón, deitando-se, em catadupas, para o vale,)

06.- 2018.- VI TransTrevinca (391)

 (ao encontro do Tera,)

07.- 2018.- VI TransTrevinca (399)

(vindo do nosso lado direito)

08.- 2018.- VI TransTrevinca (397)

 - Conforme trepávamos, o Peñasco Vedado, impunha-se com toda a sua opulência -

(Cenário I)

09.- 2018.- VI TransTrevinca (384)

 (Cenário II)

10.- 2018.- VI TransTrevinca (383)

 (Olhando para trás, o vale do Tera começa, a certa altura, a sair do nosso horizonte visual e,

com o trepar, o matoral florido começa a desaparecer, dando lugar a simples e nua rocha)

11.- 2018.- VI TransTrevinca (394)

(Neste lugar, parámos)

12.- Peña Trevinca - limite

 (Sentados, contemplávamos, insaciáveis, uma vez mais, o vale glaciar do Tera)

10.- 2018.- VI TransTrevinca (373)

(Decidimos parar.

Nosso desafio contemplativo estava cumprido.

Devagarinho, iniciámos o caminho de volta)

 

 


publicado por nona às 17:03
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 6 seguidores

.rádio

ouvir-radioClique no rádio para sintonizar

.Julho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

17
19
21

22
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Reino Maravilhoso - Douro...

. Reino Maravilhoso - Douro...

. Reino Maravilhoso - Douro...

. Reino Maravilhoso - Douro...

. Reino Maravilhoso - Douro...

. Reino Maravilhoso - Douro...

. Reino Maravilhoso - Douro...

. Pelo Parque Natural do Al...

. VI TransTrevinca (VI)

. VI TransTrevinca (V)

.arquivos

. Julho 2018

. Junho 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Junho 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Maio 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Setembro 2012

. Agosto 2012

.a espreitar

online

.lumbudus

blog-logo
SAPO Blogs

.subscrever feeds